Buscar
  • Jos√© Amorim de Oliveira J√ļnior

A Fal√°cia de uma Vida Equilibrada

ūüí° Os grandes homens e mulheres que deixaram seus legados para a humanidade: Martin Luther King, Marie Curie, Einstein, Freud, Nietzsche, Dost√≥ievski, Shakespeare, Gandhi e tantos outros. Suas exist√™ncias n√£o foram nada equilibradas, mas sim intensas.‚Ā£



ūüíĖ Eu valorizo muito o equil√≠brio e a temperan√ßa e considero importante cuidar das diversas √°reas da nossa vida: profissional, emocional, sa√ļde f√≠sica, lazer, vida amorosa, todas recebendo a devida aten√ß√£o que merecem.‚Ā£

‚Ā£

Por√©m, em alguns momentos da nossa vida, √© importante abrir m√£o do Equil√≠brio.‚Ā£

‚Ā£

ūüöÄ Quando temos um objetivo de vida muito importante a ser alcan√ßado, muitas vezes o pre√ßo a ser pago √© um DES-equil√≠brio, ainda que moment√Ęneo, tempor√°rio: ser aprovado em um concurso p√ļblico, concluir um Mestrado, um Doutorado, estruturar uma empresa, aceitar o desafio de uma nova carreira, um novo cargo, cuidar de um filho rec√©m-nascido... esses s√£o alguns exemplos de situa√ß√Ķes em que voc√™ focar√° em uma √°rea da sua vida (intelectual, financeira, profissional, familiar...) e canalizar√° suas energias para aquela √°rea, at√© que aquele desafio esteja superado e voc√™ possa voltar a um estado de ‚Äúequil√≠brio‚ÄĚ, distribuindo sua energia e seu tempo para as outras √°reas da sua vida.‚Ā£

‚Ā£

ūüí† Per√≠odos de grande desenvolvimento e grandes realiza√ß√Ķes geralmente s√£o marcados n√£o por uma vida equilibrada, mas sim por uma vida intensa, focada em um projeto ou objetivo espec√≠fico, experi√™ncias que nos desafiam at√© o nosso limite.‚Ā£

‚Ā£

ūüí° Pense nos grandes homens e mulheres que deixaram seus legados para a humanidade: Martin Luther King, Marie Curie, Einstein, Freud, Nietzsche, Dost√≥ievski, Shakespeare, Gandhi e tantos outros. Suas exist√™ncias n√£o foram nada equilibradas, mas sim intensas.‚Ā£

‚Ā£

ūüíô O Economista Joseph Schumpeter criou o conceito de Destrui√ß√£o Criativa, um movimento pelo qual algo velho √© destru√≠do e se constr√≥i algo novo com potencial de crescimento. O DES-equil√≠brio din√Ęmico provocado pelas inova√ß√Ķes gera crescimento e uma economia sadia. O DESEQUIL√ćBRIO √© a chave para o desenvolvimento. Sem o DESEQUIL√ćBRIO, provocado pela inova√ß√£o, n√£o h√° desenvolvimento.


Sobre a import√Ęncia do DES-EQUIL√ćBRIO, compartilho o texto "Ostra feliz n√£o faz p√©rola‚ÄĚ, de Rubem Alves:


‚ÄúFui convidado por uma empresa a dar uma palestra sobre sa√ļde mental. Aceitei sem pensar muito. Sou psicanalista e devo saber o que √© sa√ļde mental. Quando a data se aproximava, pus-me a pensar e descobri que eu n√£o sabia o que era sa√ļde mental. Para uma empresa, quando √© que um funcion√°rio tem sa√ļde mental? Ele tem sa√ļde mental quando os seus pensamentos e emo√ß√Ķes n√£o interferem no seu desempenho na empresa: n√£o falta, produz, tem boas rela√ß√Ķes. A empresa usa para avaliar o seu funcion√°rio os mesmos crit√©rios de avalia√ß√£o da ‚Äúsa√ļde‚ÄĚ de uma pe√ßa de uma m√°quina. Pe√ßa boa √© aquela que n√£o exige reparos e funciona sempre. Para que isso aconte√ßa √© preciso que a pe√ßa esteja totalmente ajustada √† ‚Äúideia‚ÄĚ da m√°quina. Assim, um funcion√°rio com sa√ļde mental √© aquele cuja alma est√° ajustada √† alma da empresa. Ajustamento produz contentamento. A√≠ comecei a pensar nos homens que tenho no meu cora√ß√£o. Foram todos DESAJUSTADOS e infelizes. Van Gogh, Walter Benjamin e Maiak√≥vski cometeram suic√≠dio. Nietzsche ficou louco. Fernando Pessoa era dado √† bebida. Ent√£o, as pessoas que amo n√£o tinham sa√ļde mental. N√£o eram ajustadas. Ent√£o, por que as amo? Pelas coisas que elas produziram. As pessoas ajustadas s√£o indispens√°veis para fazer as m√°quinas funcionar. Mas s√≥ as desajustadas pensam outros mundos. A CRIATIVIDADE vem do desajustamento. Imagine que nossa sociedade √© louca. As evid√™ncias dizem que sim. Estar ajustado a essa sociedade √© estar ajustado √† sua loucura. Ent√£o, h√° um tipo de ‚Äúsa√ļde mental‚ÄĚ que √© uma manifesta√ß√£o de loucura. Mas aqueles que s√£o l√ļcidos, que percebem a loucura da sociedade e sofrem com ela, desajustados, s√£o os que verdadeiramente t√™m sa√ļde mental."


ūüĎČ E voc√™, j√° teve que pagar o pre√ßo para realizar algo grande em sua vida, ainda que tivesse que, por algum per√≠odo, abrir m√£o do equil√≠brio? J√° conseguiu retomar ao Equil√≠brio?‚Ā£

6 visualiza√ß√Ķes0 coment√°rio

Posts recentes

Ver tudo