Buscar
  • Jos√© Amorim de Oliveira J√ļnior

Quando uma doença se torna nosso porto seguro

ūüĎÄ Pode parecer estranho essa afirma√ß√£o, mas te convido a refletir sobre essa verdade inconveniente que acontece quando uma #doen√ßa ou um comportamento disfuncional se torna vantajoso para a pessoa:


ūüóÉNessas situa√ß√Ķes temos os BENEF√ćCIOS SECUND√ĀRIOS, conceito criado por Sigmund Freud e geralmente usado para designar os benef√≠cios que um transtorno ou doen√ßa traz a algu√©m, a ponto de justificar seu desejo de continuar doente, o que √© muito comum em doen√ßas de fundo emocional e comportamentos disfuncionais (depress√£o, adi√ß√Ķes em bebidas alco√≥licas, drogas, compuls√Ķes, procrastina√ß√£o, n√£o ser capaz de falar n√£o, etc.).‚Ā£

‚Ā£

ūüíĒ Muitos pacientes desenvolvem doen√ßas emocionais que trazem esses benef√≠cios secund√°rios, nos quais os sintomas f√≠sicos s√£o estrat√©gias compensat√≥rias que a pessoa encontrou para lidar com problemas em sua vida ou para conseguir ganhos secund√°rios, como obter aten√ß√£o, afeto, amor, cuidados, mimos e prote√ß√£o dos familiares e amigos; obter prazer e satisfa√ß√£o; n√£o ter que lidar com situa√ß√Ķes emocionalmente desconfort√°veis; n√£o ter que ir trabalhar em um ambiente hostil etc.‚Ā£

‚Ā£

ūüö® Muitas pessoas, erroneamente, chamam isso de Autossabotagem, mas N√ÉO EXISTE AUTO-SABOTAGEM: o que existe √© AMBIVAL√äNCIA, situa√ß√£o em que comportamentos nocivos s√£o mantidos porque possuem algum ganho, mesmo que secund√°rio.‚Ā£

‚Ā£

ūüďĆ H√° uma l√≥gica nessa situa√ß√£o, por mais perversa que seja: os ‚Äúbenef√≠cios‚ÄĚ de se estar doente s√£o, na percep√ß√£o da pessoa, maiores do que o sofrimento ocasionado pela doen√ßa.‚Ā£

‚Ā£

ūüö• Chega um momento, por√©m, em que essa equa√ß√£o se inverte: o sofrimento causado pelos sintomas, pela doen√ßa ou comportamentos disfuncionais se tornam t√£o grandes que j√° n√£o compensam mais os ganhos obtidos, inicialmente.‚Ā£

‚Ā£

ūüí° E voc√™, conhece pessoas que t√™m ganhos secund√°rios por causa de alguma doen√ßa de fundo emocional e que precisam de ajuda para encontrar uma outra forma, saud√°vel, de obter os ganhos que obtinha com a doen√ßa ou com um comportamento disfuncional, sem causar mal e sofrimento nem para si, nem para ningu√©m?‚Ā£

‚Ā£

ūü§≥ Compartilhe esse conte√ļdo com quem voc√™ acredita que pode se beneficiar com a leitura.


Instagram: @joseamorim.terapeuta

4 visualiza√ß√Ķes0 coment√°rio