Buscar
  • Keroliem Marcelino

UMA TÉCNICA PARA AJUDAR A OBTER A PAZ QUE VOCÊ PRECISA

Essa técnica é baseada nos ensinamentos do Psicólogo Martin Seligman, autor do livro Otimismo Aprendido, que nos ensina sobre “estilo explanativo” ou “Estilo explanatório", a linguagem que usamos e a maneira como percebemos nossas experiências — especialmente as desafiadoras tem um efeito duradouro sobre quem nos tornamos.


Para Seligman, existem 3 estilos explanatórios, sendo cada um deles um dos P’s citados nesse conteúdo e todos nós escolhemos um desses três estilos explicativos quando nos referimos às nossas experiências e memórias: Duração (ou Permanência), Difusão (que chamamos no conteúdo de Propagação) e Personalização. Para cada estilo escolhemos respostas que podem ser funcionais (otimista) ou disfuncionais (ou pessimista). Esses estilos são aprendidos na infância e influenciam ao longo da nossa vida.

Existem várias técnicas possíveis para obter a PAZ, a CALMA, a SERENIDADE de espírito. Eu particularmente, nos meus atendimentos, gosto de trabalhar uma técnica chamada a técnica dos 3 P’s, que compartilho com vocês agora:


1. PERMANÊNCIA: tem a ver sobre quanto tempo você acredita que o problema que está enfrentando agora vai durar. Pessoas que não tem resiliência acreditam que o evento ruim vai durar muito tempo ou, pior ainda, vai durar para sempre!


DICA: Existe uma lei universal chamada IMPERMANÊNCIA. Se estiver vivendo alguma situação ruim na sua vida, lembre-se: “vai passar”, “Tudo o que é ruim, passa”, “Nada de ruim dura para sempre”.

Isso vale para tudo, para situações e para pessoas também. Elas vão e vem nas nossas vidas. Elas não são para sempre. Elas ficam o tempo que desejarem, não podemos forçá-las. Podemos saborear cada momento junto com elas. Depois, permitir que partam, temporariamente, ou para sempre. A impermanência é uma força muito gigantesca. Sempre que quisermos lutar contra ela, a gente perde.


2. PROPAGAÇÃO: quando estamos deprimidos ou ansiosos tendemos a PROPAGAR um evento e um sentimento, contaminando toda a nossa vida com ele: “TODA a minha vida toda tá ruim, tá uma droga”; “Eu não presto, sou um lixo, sou um fracasso!”; “só acontecem coisas ruins comigo!”; “Nada dá certo na minha vida!”.


DICA: Precisamos CONTER, ISOLAR o mal, as coisas ruins! Lembre-se de alimentar o seguinte pensamento: “EU SOU MUITO MAIS DO QUE ISSO!” Sou mais do que esse relacionamento, do que esse acontecimento! Foque nas outras pessoas, nas outras situações boas que já aconteceram, ao longo da sua vida, nas coisas boas que você já fez, já realizou! Se alimento da energia BOA dessas pessoas e desses acontecimentos. Eles existem, às vezes só nos esquecemos deles.


3. PERSONALIZAÇÃO: quando estamos enfrentando uma situação trágica na nossa vida tendemos às vezes a culpar os outros ou a culpar a nós mesmos. “SE eu não tivesse feito isso...”; “SE não tivesse permitido tal coisa... nada disso teria acontecido”; “É tudo culpa minha” ou “é Tudo culpa dos outros!”.


DICA: lembre-se que NÃO NASCEMOS PRONTOS! Não somos perfeitos! Assuma a responsabilidade sobre a parte que te cabe e lembre-se que naquele momento da sua vida, VOCÊ DEU O SEU MELHOR, com o que você sabia, com os recursos que você tinha. Pode ser que não tenha sido o suficiente para que a situação fosse conduzida da forma como você gostaria, tá tudo certo. Se arrepender de algo significa que você MUDOU, adquiriu MATURIDADE, está APRENDENDO e, da próxima vez que você tiver a chance, AGIRÁ DE FORMA DIFERENTE pois, hoje, VOCÊ É OUTRA PESSOA, não repetirá os erros do passado. Traga essa paz para você. Parte do nosso CRESCIMENTO está em aprender a lidar com frustrações.


A Uma boa coisa a se fazer, nesse momento é estar aberta para tratar disso de uma forma saudável, sabendo que temos ALGO a APRENDER, a DESENVOLVER, para termos a oportunidade de AGIR DIFERENTE, sendo COERENTES com a nossa ESSÊNCIA, da próxima vez. Sempre temos a oportunidade de reparar nossos erros e nossas falhas. Não se trata de culpa, mas sim de crescimento.



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo